Archive for the 'Notícias' Category

MUNICÍPIOS – REPRESENTAÇÃO

Associação de Municípios e Prefeitos não possui legitimidade ativa para tutelar em juízo direitos e interesses das pessoas jurídicas de direito público, segundo entendimento do Superior Tribunal de Justiça – STJ. Conforme a literalidade do texto constitucional, ao contrário dos sindicatos, que têm legitimidade para atuar como substitutos processuais de seus associados, na via do…veja mais

IMUNIDADE PARLAMENTAR

Segundo o Superior Tribunal de Justiça – STJ, as opiniões ofensivas proferidas por deputados federais e veiculadas por meio da imprensa, em manifestações que não guardam nenhuma relação como o exercício do mandato, não estão abarcadas pela imunidade material prevista no art. 53 da CF/88 e são aptas a gerar dano moral. REsp 1.642.310veja mais

PARTILHA – PREVIDÊNCIA PRIVADA

Segundo o Superior Tribunal de Justiça – STJ, o benefício de previdência privada fechada é excluído da partilha em dissolução de união estável regida pela comunhão parcial de bens.  A previdência complementar fechada possui natureza análoga aos institutos das pensões, meios-soldos, montepios, incluindo-se, por isso, nos termos “outras rendas” do art. 1.659, VII, do CC/2002.…veja mais

SIMPLES NACIONAL – FGTS

O Superior Tribunal de Justica – STJ entende que é devida a contribuição ao FGTS prevista no art. 1º da Lei Complementar n. 110/2001 pelos optantes do Simples Nacional. Em nenhum momento, seja na construção do Simples antigo ou do Simples Nacional, houve a intenção na própria lei do Simples de atingir os recursos destinados…veja mais

DESAPROPRIAÇÃO – TRIBUTOS

O Superior Tribunal de Justiça decidiu que o ente desapropriante não responde por tributos incidentes sobre o imóvel desapropriado nas hipóteses em que o período de ocorrência dos fatos geradores é anterior ao ato de aquisição originária da propriedade.  A desapropriação, de acordo com doutrina, “(…) é forma originária de aquisição da propriedade, porque não…veja mais

PARCELAMENTO – CONDIÇÕES

Para a Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o parcelamento simplificado de dívidas tributárias não pode ter seu limite fixado por portaria. Ao negar recurso da Fazenda Nacional, o colegiado confirmou, por unanimidade, o entendimento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região de que a portaria conjunta 15/2009, da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional…veja mais